12 de jun de 2016

Menina do Céu



 Chamaram a minha atenção, de novo. Aparentemente, as pessoas julgam-me distraída de mais. "Uma verdadeira cabeça nas nuvens!", disse minha mãe balançando a cabeça para os lados, no mesmo dia que meu professor repreendeu-me de maneira branda na sala. O engraçado é que nenhuma dessas pessoas conversaram comigo de maneira profunda.
 Na verdade, sou uma observadora de detalhes que me interessam, e consigo encarar uma pintura durante horas em silêncio,emersa em pensamentos íntimos.
 Apego-me, principalmente, a detalhes seus, captando-os de canto de olho. Em como você nunca abre um sorriso completo quando está sendo somente educado, e como você é educado, murmurando "por favor", "de nada" e "obrigado" mesmo que a pessoa provavelmente vá te ignorar e não responder.
 Não se cansa? É o que me pergunto. Não se fatiga ao ser tão gentil o tempo todo?
 Sei que olho mais para os meus sapatos do que para seus olhos, é que essas ideias ficam matutando em minha cabeça.
 "Cuidado!", minha mãe sempre me tira de meus devaneios para evitar meus acidentes quando acabo tropeçando em meus próprios pés, e você ri. Talvez eu seja um pouco distraída, mas nunca estou alheia ao que ocorre em minha volta ou as suas reações.
 Tento evitar. Olho para os meus tênis sujos, esforço-me a manter uma conversa com minha mãe, miro qualquer direção exceto a sua. É difícil manter a atenção por muito tempo em qualquer coisa, na conversa, no livro que leio, na música que escuto. Viajo. E quando percebo você me traz de volta, mesmo sem querer, talvez seja algo facultativo da minha mente?
 Pego-me imaginando como seria se eu tivesse coragem de descer das nuvens altas e andar por terra com você, mas, de novo, isso é apenas minha imaginação...

"Você é tudo que não tenho, não posso, não devo, mas eu quero".
— Admiradora-desorrisos 

6 comentários:

  1. Que texto mais perfeito! Por alguma motivo (ok: sem essa de "por algum motivo"; bem sabemos que se trata de pura identificação com suas palavras), amei o trecho: "Sei que olho mais para os meus sapatos do que para seus olhos".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkk ai, maior texto depressivo, cê me conhece kkkkkk'
      Esse é um problema que tô tentando concertar, esse "andar olhando pro chão", super te entendo.

      Excluir
  2. Que lindo. Me identifiquei em 100% do texto, geralmente todo mundo acha que eu sou chata ou me acho por não falar com todo mundo ou fazer contato visual, sendo que na maioria das vezes eu só gosto de ficar calada e sozinha
    Beijos
    lolamantovani.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por isso participávamos daquela comunidade do orkut: "pareço metida, mas sou legal", por causa dessa impressão mesmo XD
      Luv u hon <3

      Excluir
  3. Gostei muito da mensagem de seu texto, e me identifiquei bastante com os primeiros parágrafos.
    https://domvisconde.wordpress.com/

    ResponderExcluir

Não saia sem comentar!
Comentando vocês nos incentiva a continuar postando e podemos saber de sua opinião quanto ao post e/ou o blog!

OBS: Por favor. Vamos manter a postura.
Sem xingamentos com palavras de baixo calão