11 de jan de 2016

Playful Kiss

Gente do céu. Fazia um tempão que não escrevia um review de dorama. Então, aproveitando o gás de começo de ano e a disponibilização no Netflix, resolvi tomar coragem e redigir um post decente dessa vez. 


Playful Kiss
A.K.A: Mischievous Kiss ou Naughty Kiss

Áudio original: Coreano || Gênero: Comédia romântica || Duração: 70 min
Total de Episódios: 16 + 7 especiais no YouTube
Transmissão: 1 de setembro e 2010 - 21 de outubro de 2010
Tema de Abertura: "I Love You" por Diversos Artistas || Emissora de Televisão Original: MBC
Diretor(es): Hwang In Roi e Kim Do Hyung
Elenco: Jung So Min, Kim Hyun Joong, Lee Tae Sung, Lee Si Young


Sinopse:
Inspirado no manga Itazura na Kiss (de Tada Kaoru - rest in peace), a trama gira em torno da personagem principal. Oh Ha Ni (Jung So Min) é uma garota que se encontra no último ano do colegial e decide declarar-se para o seu "crush" de longa data, que já tem 4 anos de amor platônico, Baek Seung Jo (Kim Hyung Joong). Porém, o rapaz é um prodígio, sendo o aluno top da escola, e acaba por esnobar a garota por ela ser, simplesmente, a pior aluna, e ele detesta garotas estúpidas
Entre o intervalo de um ou dois dias, Ha Ni e seu pai Oh Ki Dong (Kang Nam Gil) mudam-se para uma casa nova que acaba por vir a baixo de um leve tremor. Desabrigados, um dos amigos antigos de seu pai oferece estadia para ambos em sua casa. Acontece que esse amigo é ninguém menos que Baek Soo Chang (Oh Kyung Soo) o pai de Seung Jo.



Primeiras Impressões e Comentários
S P O I L E R   A L E R T

Num dia chuvoso, dia de férias e ainda procrastinação de deveres o que a gente faz? Isso mesmo, fuça no Netflix pra ver se tem alguma coisa interessante, foi assim que encontrei esse dorama dando sopa.
Vamos começar com a primeira impressão que tive ao assistir o primeiro episódio quanto à protagonista. Gente do céu, tive um deja vu de Boys Over Flowers. Imagina uma garota com voz irritante, penteado infantil e problemas maiores que garotos pra resolver (como o fato dela ser a PIOR aluna do colégio INTEIRO). Pois é, essa é a Ha Ni. Ou seja, não vi nada de especial nela e grande parte do tempo ela me tirava do sério e despertava uma pequena fúria dentro de mim por causa de sua superficialidade e estupidez fora do padrão.Nos primeiros episódios vemos bastante dos "sonhos acordada" de Ha Ni, mas isso diminui ao decorrer dos episódios.

Mas devo admitir que a minha surpresa nem foi ela ser rejeitada - isso já era esperado, mas sim como isso foi feito. Adorei o modo que Seung Jo CORRIGIU os erros ortográficos em sua carta de amor e ainda por cima dá uma nota péssima - e merecida. E ainda na frente da escola toda, ou seja, baphão da hora do almoço e próximo dias já estava garantido. Vergonha para o resto da vida da fia, nénom.

 Anyway. Quando a casa da família Oh veio à baixo eu pensei que eles iriam viver no restaurante de macarrão do papi dela, porém quando ele anunciou que ficariam na casa de um amigo eu já soube na hora que o crush seria o filho do dito cujo.
 A mãe de Seung Jo, Hwang Geum Hee (Jung Hye Young) é um amorzinho e aquela que realmente juntou os dois através de seus esquemas, e muitas vezes acaba colocando as mãos pelas pernas com sua boca grande e desejo insano de vê-los juntos. Porém, em minha opinião, ela somente se apegou mesmo a Ha Ni porque foi a primeira garota que veio morar em sua casa, e a senhora já começou sua aparição dizendo que sempre quis ter uma filha, mas teve dois meninos. 


 Sendo que o irmão Baek mais novo, Eun Jo (Choi Won Hong). era quase que um mini Seung Jo, sendo uma criança inteligente e também um tanto quanto malvado quando se trata de pessoas que não vão bem nos estudos - chegando a ser quase tão arrogante quanto seu irmão. Obviamente, ele não vai com a cara da protagonista, até porque, em suas palavras, ela também não é bonita. Mas que, ao final, seu coração acaba amolecendo um pouco diante das ações da cabeça de vento disposta sempre a ajudá-lo - mesmo que não consiga. Eun Jo nutre uma admiração profunda pelo seu irmão, isso é demonstrado várias vezes, e também parece ser um dos poucos que consegue ver o que se passa com ele ao longo do desenvolver de sua afeição por Ha Ni - e mostra que sabe guardar um segredo por muito tempo.

 Poderia colocar aqui uma descrição dos pais dos protagonistas? Poderia, mas não vou fazer isso porque a participação deles foi tão pequena, que uma linha bastaria para descrever ambos como; almas caridosas, de bom humor, que pensam bastante em seus filhos e, surpreendentemente, os dois pais mais normais que já vi nos doramas.
 Mesmo com muita gente questionando que o pai da Ha Ni levou muito "numa boa" o fato de ela ir viver na mesma casa de um rapaz da mesma idade, mas, sinceramente? Vamos acabar com esse esterótipo? E, cá entre nós, ela era obviamente o ser perigoso uma vez que Seung Jo já havia deixado bem claro que não queria nada com ela. E eles nem teriam ficado sozinhos na casa se não fosse pela mãe dele, ou seja, essa senhora que deveria ser questionada, né nom?

 E quanto as amigas da protagonista: Jung Joo Ri (Hong Yoon Hwa), é a amiga dela que sempre a faz passar vergonha gritando o seu nome de maneira escandalosa, o que me dava um pouco de raiva - menina, tu tá no último ano do colégio e ainda faz essas coisas? Ao invés de ir para a faculdade decide fazer um curso e se tornar cabeleireira, o que eu curti porque mostra que fazer faculdade não é obrigatório. No final ela encontra um boy magia também.

 Dokgo Min Ah (Yoon Seung Ah) - eu a considero mais bonita que a protagonista, também. É uma garota não muito inteligente, mas que consegue passar em tudo ao contrário de Ha Ni. Tem talento em desenhos, e acaba lançando alguns toons online que conta a história da nossa stalker e que acabam fazendo sucesso, faz faculdade de alguma coisa nessa área - não me lembro bem. E parece ser a melhor amiga de Ha Ni.
 A amizade dessas três é bem bonita, mas suas interações continuam em grande parte infantis, principalmente por parte da protagonista. Se tem uma coisa que eu acho estranho é como elas conseguem se ver bastante depois do colégio. Comoelas conseguem? Don't know.


 Quanto aos "adversários" amorosos:

 Bong Joon Gu (Lee Tae Sung) é aquele que a gente não consegue levar a sério desde o começo, porque ele é um dos alívios cômicos. E um daqueles que adorava fazer Ha Ni passar vergonha com suas declarações descaradas tanto quanto ela faz com Seung Jo ( e a bichinha mesma assim não percebe a inconveniência).
 Logo no primeiro episódio vemos sua obsessão pela garota, e que mais tarde fica estabelecido que ela somente o vê como amigo (sério? Vemos poucas interações além dessas de vergonha alheia e ela ainda diz que são amigos? Estão mais para conhecidos).
 Ele também parece ter talento na culinária, sendo talvez a única coisa que o interessa mais que a garota.


 Yoon Hae Ra (Lee Si Young) é uma garota que surge na 2ª parte da trama, quando os principais já se encontram na faculdade. Ela é basicamente um Seung Jo com mais expressões faciais. para ser sincera eu gosto do jeito dela de lidar com as coisas, não sendo espalhafatosa, imprudente e nem dependente do Seung Jo como a Ha Ni. Porém, algumas ações dela contradiziam as próprias palavras, e, sinceramente? Seung Jo não era o melhor para ela, só pela falta de interesse que ele tinha com o mundo. Linda, inteligente, talentosa, rica e que ainda arrasa no tênis, monamour, por que tu queria aquele rapaz mesmo? No final eu acredito que Seung Jo era só um pequeno crush e obsessão momentânea dela que pode muito bem se virar se ninguém, ao contrário da protagonista.

 Os esquecidos:
 Por um breve momento, existiram dois personagens que pareciam ser "adversários amorosos em potencial", mas não vingaram.

 Como Hong Jang Mi (Jang Ah Young), a garota que a princípio dava sinais de que seria uma grande rival para Ha Ni, ou pelo menos um grande incomodo, porém sua participação acabou logo que se seguiu para a segunda parte que seria a faculdade e sua personagem acabou sendo esquecida (até porque o seu papel era um bem genérico: a garota "popular", mais bonita que a principal, que também segue o galã pra cima e pra baixo falando: "Oppa! Oppa!", nada de novo), além de que as intervenções da garota não chegaram a ser um grande problema, mostrando que nem pra tramar esquemas essa garota serviu - tsc, tsc, talvez por isso sua participação tenha sido muito curta.
 O que me faz pensar no porquê de ela estar nos cartazes promocionais. Será que estavam somente exibindo a beleza de Ah Young?

 E também teve a aparição inusitada de Kim Gi Tae (Choi Sung Joon). Na verdade ele surgiu como uma truque de mágica mesmo, no meio de um episódio: puf! "Oi, meu nome é Kim Gi Tae, sei que você não sabe quem eu sou, mas eu estou apaixonado por você, vamos sair um dia desses, me liga, Ha Ni".
 Aparentemente, ele tinha alguma rixa com Seung Jo, então ficava o observando e enviando energias negativas, então ele percebeu a presença da stalker dele e acabou passando a observá-la ao invés dele e desenvolveu um crush por ela.
 Não tenho uma imagem formada do cidadão, pois o mesmo somente permaneceu uns dois episódios. Como se a única função dele pra parecer foi ter saído com a Ha Ni pra despertar um ciuminho no  Seung Jo.

Pra você ver. Joon Gu gostou dela por milenios e demorou mil anos pra conseguir um encontro, o cara gato aparece do nada e consegue sair com ela no dia seguinte. Eita, amor de jovens. Ha Ni boba que nada.

 Os Protagonistas:
 Vamo falar um pouquinho sobre o Seung Jo?
 Começando pelo fato de que eu não gosto mais tanto assim do ator que o interpretou como eu gostava dele na época do Boys Over Flowers. O motivo? Por causa do caso em que ele agrediu a namorada, acho que foi em 2013/2014 - por ai. E se tem uma coisa que eu não aprovo é violência, por isso já estava com um pé atrás com isso, mas ficava tentando relevar.
 ENFIM. Baek Seung Jo é aquele modelinho já bem conhecido, sendo o pacote completo pra um ídolo de escola: È lindo, com notas altas - sendo o orgulho do diretor, o intelectual que sempre lê o jornal pela manhã, do tipo caladão, fechado e que ignora basicamente a existência de todo mundo, chegando a ser egocêntrico e até arrogante.

 Em contra partida, provou várias vezes que é maduro e responsável, e até que pensa no melhor pra Ha Ni e pra família dele.


 Já tinha dado uma introdução pequena quanto a Ha Ni, até porque não tem muito o que falar. É aquela protagonista padrão: Escandalosa, não muito inteligente nem bonita e muito menos atlética, que possui aquela síndrome de Peter Pan porque não tem muito amadurecimento ao longo do dorama e com cada penteado que só por Deus, do tipo que é tão persistente que chega a ser irritante, e que seu mundo gira em torno de um rapaz que não dá muita bola pra ela e stalkea-lo o máximo possível.
 Sabe aquele crush que tu já prometeu de pés juntos que não ia mais ligar pra ele, mas no dia seguinte lá estava você chorando pros outros que não consegue? Pois é, a gente fica até cansado de ouvir a Ha Ni dizer:"Vou desistir do Seung Jo, dessa vez é pra valer".
OBS:
 Percebi mais tarde que não é a atriz que é pouco atraente, mas sim que estavam propositalmente colocando esses cabelos feios e, obviamente, ela seguindo o roteiro com essas reações infantis que a estavam destruindo para mim. Depois de começar a ver Big Man que a So Min subiu no meu conceito.


O amor não é tão complicado, flor. Você que é uma stalker louca que tá irritando ele.
 Quando comecei a pensar no motivo pelo qual Seung Jo possa ter se apaixonado por um bolinho fecal que não sabe fazer nada para/por si mesma, comecei a pensar nas frases chave do dorama. Aparentemente, a falta de interesse pelo mundo era o que ele tinha enquanto que em sua zona de conforto - porque quando se nasce um gênio numa família de classe média alta é realmente difícil se interessar por alguma coisa já que você é bom em tudo.
 E quando uma garota maluca começa a te seguir e causar um monte de problema na sua vida e te faz, unh, viver, ele começa a se interessar por ela. Ou seja, provavelmente, ele se interessaria por qualquer garota que o fizesse se levantar do sofá e correr um pouco e não aquelas que gritavam "Oppa" e se contentavam com o cara bonitão que não faz nada.
 O que também é válido, não me entendam mal.

 Porém, eu simplesmente não consigo gostar de Ha Ni, ela é o tipo de pessoa que eu poderia ter como amiga, mas que me levantaria sempre que começasse a tocar nesse assunto, eu provavelmente gritaria: "Você nasceu grudada com ele por um acaso? Não consegue fazer nada sem ele, que patético", ou algo parecido. Não consigo aturar personagens que são propositalmente dependentes e que, pior, estão contentes com o fato de serem dispensáveis em quase todos os sentidos. Tudo bem, eu entendo o seu amor profundo por ele, mas as pessoas precisam aprender a amar e viver por si só antes de amar outra pessoa. Quando você só vive por alguém você não está realmente vivendo, precisamos nos valorizar, amores.
 Contudo. Seung Jo se mostrou um cidadão bem possessivo na cena do beijo na chuva (meu sonho gente, peloamor), onde ele diz: "Você não pode gostar de mais ninguém mais do que você gosta de mim" - Bitch say what?! Se fosse eu daria meia volta na hora. O cara te trata de uma maneira fria, sai com outra garota, e só porque você saiu com outra pessoa ele age assim? Bem, é como dizem, tu só dá valor quando tá perdendo ou já perdeu. Provavelmente, o cérebro dele juntou as peças ele percebeu que ninguém NUNCA vai fazer tudo por ele como ela, e, como eu disse, uma pessoas possessiva não quer outra coisa se não isso, né nom?
 Nem vou comentar o quão eu acho ridículo esse ponto na cultura asiática de que mulher te que ser fofa, saber cozinhar e que o cara segurando teu pulso, gritando que te ama e dizendo que você não pode sair com outra pessoa é "o ideal". Porém, a cena do beijo - em si - foi bem feita e eu gostei do fato de ter sido um beijo francês (por favor, né TV Coreana, até parece que jovens com uns 19/20 anos beijam de selinho).


 Mas, enfim. Os dois terminam, obviamente, juntos. E como Seung Jo disse: "Eu aceito" ele deveria saber onde estava se metendo.

Mas isso não dá certo na vida real.
 Houveram poucas demonstrações de afeto entre os dois, o que levou muita gente a reclamar, mas eu achei normal, o protagonista não é do tipo de rapaz que demonstra as coisas facilmente o que é compreensível. Só vemos mais o lado "fluffy" dele nos episódios especiais do youtube, que eu achei muito bons por mostrar isso e mais da convivência do casal (tirando as partes em que a Ha Ni me tira do sério sendo super infantil no seu trabalho. Mulhier você é uma enfermeira, tem gente contando com a sua seriedade!) acho que foram os meus preferidos.
 Apesar deste drama ter muitas fãs, eu vou dizer o que não achei lá grande coisa. teve uns momentos engraçadinhos e pá, mas estaria sendo generosa ao dar três estrelas. É um bom drama para se assistir pra passar o tempo, mas não é do tipo que eu iria rever.


Então, meus amores, espero que tenham gostado desse super review. Estou de volta das férias - Yeah! E podem esperar mais posts polêmicos e reviews bíblicos.
Infelizmente, minha frequência será baixa este ano por causa dos vestibulares, mas irei explicar isso mais a frente.
Saúde, felicidade e mensagens respondidas para todos vocês!

2 comentários:

  1. Amo esse dorama, lembro que eu assisti ele na época da escola e iz todas as minhas amigas acompanharem kk
    adora gritar o-ha-ny nos corredores.
    playfull kiss é um amor
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oh god, isso é tão (fazer azamiga ver essas coisas XD ).
      um amorzinho sim, but The Heirs é gold ;)

      Excluir

Não saia sem comentar!
Comentando vocês nos incentiva a continuar postando e podemos saber de sua opinião quanto ao post e/ou o blog!

OBS: Por favor. Vamos manter a postura.
Sem xingamentos com palavras de baixo calão