22 de out de 2015

NÃO TEM MAIS CONDIÇÃO

Um post rapidinho para disseminar a informação e, também, indignação coletiva.

UP!
Assi ESSA PETIÇÃO se você é contra essa redução dos direitos das mulheres.


 Quando você pensa que o Brasil tá começando a ir pra frente quando aprova a união entre pessoas do mesmo sexo e começa a falar sobre legalizar a maconha (até para fins medicinais), eis que a maldita Câmara regida pelo infeliz do Marco Feliciano - e outros tantos fanáticos religiosos que retiram cada vez mais a liberdade individual e pioram a nossa vida cada dia que passa - junto do grande hipócrita da nação (lê-se: Presidente da Câmara Eduardo Cunha, vulgo: BANDIDOHIPÓCRITAQUJOGAOPAISNALAMA, que aliado de Malafaia e até Bolsonaro pra você ver o nível desse ser) aprovam uma lei que é um tapa na cara de todas as mulheres brasileiras.


 Pois é, enquanto o país tiver mais líderes homens jamais que na cabeça conservadora e "preocupada" deles que iriam se colocar no lugar no nosso lugar.
 "Mas, J, qual foi a lei aprovada que te deixou com tanta raiva e com vontade de tomar o Congresso e enfiar o salto 15 no ânus desses infelizes?"
  Meus queridos, meus amados.... foi a infeliz aprovação da PL 5069/2013 que aumenta a criminalização da prática do aborto, negando às mulheres não apenas o direito a decidir sobre seu corpo, como também o direito humano básico a receber atendimento e orientação dos profissionais da saúde; inclusive quando a mulher procura atendimento no hospital por ter sido vítima de estupro. 
Ameaça com pena de prisão de 4 a 8 anos quem "anunciar processo, substância ou objeto destinado a provocar aborto, induzir ou instigar gestante a usar substância ou objeto abortivo, instruir ou orientar gestante sobre como praticar aborto, ou prestar-lhe qualquer auxílio para que o pratique, ainda que sob o pretexto de redução de danos". Isso significa, por exemplo, que uma ativista feminista que divulgar informações sobre o uso do misoprostol na internet poderá ser enquadrada como criminosa e acabar na cadeia. Qualquer tipo de assessoria ou aconselhamento a uma mulher que deseja interromper a gravidez (inclusive o conselho de um/a amigo/a ou familiar!) será considerado crime!
Pior: se uma mulher consultar seu médico sobre as formas de praticar o aborto seguro sem colocar em risco a própria vida ou saúde, o profissional não poderá responder nada, já que no caso de médicos, enfermeiros e outros profissionais da saúde, a pena é ainda maior: de 5 a 10 anos. Mesmo que o médico não pratique o aborto e nem participe da sua realização, e mesmo que ele saiba que a paciente vai fazer com ou sem sua orientação e que, se não a orientar, a vida dela pode estar em risco, qualquer tipo de informação que ele der à mulher constituirá delito.
 ISSO ATÉ DIFICULTA A VENDA DA PILULA DO DIA SEGUINTE.


Segundo a postagem da Leticia Oliveira, "SOBRE O PL 5069/2013: O projeto vai direto pro Senado, não vai pra Câmara porque foi uma decisão terminativa, ou seja, foi aprovada por uma comissão permanente da casa, não foi uma recomendação. Eles fazem isso quando o plenário tranca as pautas. Mas tem como reverter: se um décimo dos representantes da casa - no caso, a Câmara dos Deputados - exigir que ela seja levada a plenário, a decisão perde o caráter terminativo e vai à votação na câmara. É hora de pressionar os nossos deputados para que eles derrubem a decisão da CCJ! Pelo menos pra que a gente ganhe tempo!" (video super explicativo da página Mariasmarias)
Posted by Empodere Duas Mulheres on Quinta, 22 de outubro de 2015


 Será que esse bando de imbecil tem uma ideia do quadro do Brasil hoje?
 Dos altos índices de estupros, fora aqueles que não são constatados porque é super difícil pra vítima ter que se expor e agora, ainda, ela tem que provar, na hora, que foi estuprada.
 Da quantidade de mulheres que morrem, todos os dias, por causa de abortos feitos em locais precários ou por conta própria.
 Da quantidade de meninas, adolescentes, jovens, que por descuido ou falta de informação acabam com uma gravidez indesejada?

 ELES NÃO CONSIDERARAM NADA DISSO. SEGUIRAM SUAS PRÓPRIAS IDEOLOGIAS RETRÓGRADAS E POUCO ARGUMENTADAS. NÃO pensaram no BEM COMUM.

E DEPOIS TEM GENTE QUE ME DIZ QUE NÃO TEM O PORQUÊ DE EU SER FEMINISTA.
QUERIDOS, BASTA PISCAR O OLHO E SE DEIXAR LEVAR POR UM SEGUNDO NESSA SOCIEDADE PATRIARCAL E CONSERVADORA PRA UM DIREITO DA MULHER SER CORTADO.

E, queridin, se você concorda com essa lei....
Senta aqui pra gente discutir a diferenciação de moral e opinião pessoal e avanço de leis e liberdade individual.

  Porque ao invés de tirar mais direitos do povo eles não votam pela diminuição de seus privilégios e salários, ou então a prisão desse maldito Cunha (que mais parece o reflexo do capeta), com os milhões em contas na Suíça?
 Ver essas leis que tiram mais o direito o povo, que atinge diversas classes - sobretudo a mais carente, como sempre - eu juro pra vocês, sempre me dá uma vontade de chorar. Porque eu sou, sim, uma pessoa patriota, então, lógico que eu me sinto mal com essas coisas, com um sentimento muito ruim no peito.

 A culpa é de quem votou nesses "cabeça dinossauro", que seria a classe conservadora e religiosa fanática, e agora toda a sociedade paga por isso, que só mostra que a ignorância e mente fechada é a pior doença de uma sociedade.

 Bem, não é como se eu esperasse muito de um país onde, historicamente, fomos os últimos a abolir a escravidão, mas por esse soco no estômago eu realmente estava despreparada.

 O fandom do cristianismo tá caindo cada vez mais no meu conceito. Jesus, volta logo e manda esse povo embora do planeta, que não dá mais. Se tem uma coisa que não dá é mais.


“Gente estúpida misturada com gente estúpida. Que se estupidifiquem entre eles.”— Charles Bukowski.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia sem comentar!
Comentando vocês nos incentiva a continuar postando e podemos saber de sua opinião quanto ao post e/ou o blog!

OBS: Por favor. Vamos manter a postura.
Sem xingamentos com palavras de baixo calão