4 de abr de 2015

A Mudança - Do Mundo Virtual ao Mundo "Real"


 Como disse previamente em uma postagem, recentemente estou passando por uma mudança bem radical, assim como muitos outros jovens nesse mundão, e essa mudança se chama: Começar a viver.
 É uma tarefa bem difícil. Essa de começar a prestar mais atenção e mais tempo no mundo "real". 
 Chega uma  hora que você percebe que só tá ficando, no máximo, 1h na internet, ou menos. E com isso vem a realização de que seus dias de passar horas em redes sociais, blogs, assistindo séries uma atrás da outra.... são passado.
 É fato que hoje em dia todo mundo anda meio viciado em redes sociais, como Facebook (que é o verdadeiro monstro que engole as pessoas, espalha notícias e fofocas, e que excluí aqueles que não tem uma conta de muitos círculos sociais). Adultos, jovens e até mesmo crianças, sério, estão gastando horas e horas na "luta" de atualizar sua timeline e conseguir curtidas diárias.
 Olha, não vou ficar aqui julgando as pessoas que passam horas e horas online, até porque quem sou eu pra julgar como as outras pessoas gastam o tempo delas? Mas, de uma coisa eu sei, cheguei ao ponto de começar a me sentir desconfortável com isso.
 A realização disso me veio em um dia comum, e eu não esperava por isso. Foi, aproximadamente, há uns dois anos atrás, contudo, quanto mais o tempo passava o baque ficava maior. Doía. Literalmente, de uma maneira física, e figurativamente, de uma maneira psicológica. Sentia como se minhas horas passassem e não somassem nada, de certa forma ainda sinto isso, mas de uma maneira diferente. Até que comecei a me afastar do computador pela falta de tempo mesmo, mal sabia eu que isso iria impactar significativamente na minha maneira de ver o mundo.
 Já fui bem mais viciada que hoje.
 Não acredito que eu vá chegar no dia em que consiga passar dias e dias longe da internet. Meu objetivo não é esse, nem vejo o porquê de fazer isso (afinal, não sou aquelas pessoas que, em geral, são mais velhas e parecem culpar o Face por tudo e julgar os jovens que tiram foto na Starbucks. Qualé, não serei, não desejo e nem sou tão amargurada assim).
 Mesmo assim. O impacto inicial dessa mudança foi notada logo no primeiro dia em que esqueci de acessar o Facebook.
 Pois é, eu me esqueci.
 Agora, tem dias que só vejo uma publicação ali e outra aqui, uns vídeos engraçados pra descontrair e só.
 Meu tempo foi tomado pela escrita, leitura de textos online, vídeo aulas pro vestibular e filmes (desde que eu assinei a Netflix, by the way Forrest Gump é MUITO legal, recomendo), além das tarefas das aulas de inglês que comecei a frequentar.
 Comecei a prestar mais atenção nas pessoas também e no mundo a minha volta.
 Agora todos os lugares interessantes que vou, ou até mesmo lugares corriqueiros de minha rotina, são prováveis cenários de minhas histórias e por isso tento encarará-los de um jeito que outra pessoa não veria.
 Ver a beleza também se tornou mais fácil. De certo modo.
 Até o momento, posso dizer que não me arrependo de ter escolhido passar mais tempo longe do computador - relativamente falando, já que eu escrevo bastante nele, ainda, para me distrair vez ou outra.
 De novo.
 Não tô aqui pra ficar falando o que é melhor e o que você deve fazer da sua vida. Não. Mas posso te dizer isso com certeza: Vale à pena ao menos fazer isso de vez em quando. Para ter novas experiências, é preciso fazer coisas diferentes.

…and then, I have nature and art and poetry, and if that is not enough, what is enough?—  Vincent van Gogh

2 comentários:

  1. Awn, que bom! hahaha Eu nunca fui de fato, viciada em internet. Mas, tive problemas de socialização mesmo. Retomar a vida social, indo para a Universidade depois de ter ficado pouco mais de um ano sem praticamente interagir, já foi um grande passo. Até escrevi um texto, nem postei no blog, mas foi algo como "mesmo em meio de tantos fins, consegui recomeçar".
    Nossa força de vontade e determinação mudam tudo! Então, algumas vezes ainda é tão difícil. Mas estou aplicando muito aquela frase "se estiver com medo, vai com medo mesmo" hahaha E depois é só alegria! <3 Tem vezes que eu sinto como se estivesse caminhando para a morte, mas depois passa. Ansiedade é uma coisa horrível.
    Fico feliz que esteja começando a desapegar do mundo virtual. Nada exagerado é bom. Precisamos aprender a usar as tecnologias ao nosso favor e não o contrário. Eu ainda não sei o que fazer do meu blog (que novidade), mas duvido tanto que largue disso aqui um dia... É que nem k-pop. K-pop mantém o meu nível de endorfina no lugar. kkkkkkkkkkkk Enfim, moça. Eu já perdi uma das minhas amigas blogueiras pro mundo real, não me deixe também! :( SOS kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Desculpa o mimimi.
    Fico feliz que esteja pensando no seu futuro, do que quer fazer e tals. Não tenha medo de se jogar. Se não der "certo", você sempre pode tentar novamente. Vivemos a vida como se ela fosse irreparável, mas não é. Sempre podemos remendar ela. hahaha
    Beijão, estava morrendo de saudades daqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sou meio viciadinha haha, mas com o tempo vai melhorando. Acho que a gente é mais assim quando tá na falta de um hobbie - ou pode ser só impressão minha.
      Sempre tive problemas em interações sociais - nothing new XD
      ANSIEDADE É UMA BITCH. Digo isso pois sou do tipo de pessoa que morre antes de receber o tiro, e olha, posso até não ter medo, mas o nervosismo me maltrata muito!
      Sei como se sente, mesmo estando afastada daqui por vários dias, é reconfortante saber que tu tem uma cantinho pra desabafar e colocar os pensamentos em ordem... Kpopeira como eu, adoro, continua assim, mesmo sendo um vórtex sombrio que nos puxa, os fandoms, em sua maioria, compensam pelas piadas kkkk'
      EU NÃO VOU DEIXAR, MAS EU SUMO AS VEZES KKKKKKK ME PERDOA ANA, PLEASE. Só dar uma passadinha no Tumblr que eu fico mais lá por causa do app no meu cel kkkkkk' mimimi, nada, sei como se sente. Desde 2009 muitos blogueiros foram indo embora pro mundo, a gente se sente as vezes alone mesmo....
      Exatamente, vamos ver no que vai dar isso nénom.
      Também estava Ana.... também estava....
      Beijos de Lux

      Excluir

Não saia sem comentar!
Comentando vocês nos incentiva a continuar postando e podemos saber de sua opinião quanto ao post e/ou o blog!

OBS: Por favor. Vamos manter a postura.
Sem xingamentos com palavras de baixo calão