18 de abr de 2014

Descoberta fantástica!


 E ae povo, tudo bom com vocês nesse feriado? 
 Bem, como sabem, eu sou Deísta (com uma leve inclinação para o ateísmo) então pra mim é só mais um dia comum que eu não vou trabalhar, o único porém é que eu vou comer peixe (detesto bacalhau, na moral, vocês gostam? Eu prefiro peixes sem espinha, e bacalhau tem de mais D: ).
 De qualquer forma, é isso ae! 
 Até segunda sem aula e sem trabalhar! Isso é que é vida!

 Ah, sim. Tenho que avisá-los que irei começar a escrever alguns posts com base nos assuntos que discuto nas aulas de filosofia, então se preparem.
 Como devem já ter percebido, eu amo filosofia. Tanto é que estou iniciando um projeto na minha escola para que tenha um dia de debate de ideias entre os 1º, 2º e 3º anos, porque falar sobre certas coisas é necessário e, acredito, a escola não serve somente para formar uma massa de trabalhadores capacitados, mas principalmente a de cidadãos conscientes.
 Se você formar um bom cidadão terá um ótimo profissional. Não inverta as ordens.

 Any way,

 Bem, chicos. O ano passado não serviu somente para que eu queimasse a cara, a quebrasse e, ainda, de brinde engordasse com a  ceia.
 Serviu, também, para que eu descobrisse que posso tirar um Passaporte Italiano, por ser a 5º geração por parte de pai, descendentes de italianos. Por essa, nem eu, esperava. Acontece que minha prima possuí uma amiga que trabalha no Consulado ou Arquivos de Roma (um dos dois, não me lembro), que trabalha com esse tipo de coisa para procurar documentos dos ancestrais e comprovar a descendência para conseguir o passaporte.
 E, mais que isso, eu também tenho descendência portuguesa. Sim, meus caros. O avô de minha mãe nasceu na ilha de Madeira, em Portugal, e mais tarde veio para o Brasil.
 Porém, vou comprovar minha descendência italiana, já que a União Européia garante o passe livre de pessoas (Deus abençoe os blocos econômicos) e será mais fácil consegui-lo com meus primos, e, assim, poderei até ir onde meu avô nasceu em Portugal. Ai quem sabe não dou uma voltinha por Porto, e pá.
 Zuando.
 Mas ainda nem foi decidido totalmente isso. Porque ainda vamos falar com nossos outros primos. Porém, admito, seria bem legal tem um passaporte carimbado para comprovar minhas descendência italiana.
 E você? Sei lá, pergunte para seus pais. Eu descobri isso a pouco tempo e estou pesquisando para saber mais sobre isso. Se você também ficou interessado, recomendo o site: Dupla Cidadania

6 comentários:

  1. Uoooool, nossa! Achei muito interessante, nossa que legal! *o* Eu tenho descendência polonesa, mas não sabia dessa de documentação não... Em que circunstancia eu posso usar esse documento? e.e Fiquei curiosa.
    bom, se puder me explica mais sobre.
    bye bye.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas somente até a 5ª geração, se não me engano, é possível tirar essa documentação, e seu antepassado deve ter nascido na Polônia (isso até que é óbvio XD ). Você deve comprovar sua descendência através de documentos e tudo o mais (o problema é o preço, é caro fazer tudo isso ): ).
      Ai deve comprovar de todos seus parentes, aí sim você poderá tirar esse passaporte.

      Excluir
    2. Descobri que sou 3º geração *pulinhos de alegria*, vou ver quanto custa essa coisa todo, hey, obrigada pela informação, foi muito útil pra mim :)

      Excluir
    3. Aeeeeeeee, Mabel o//
      De nada XD

      Excluir
  2. Sim, fiquei muito interessada, porque como boa brasileira que sou, tenho em meu sangue uma mistura de trocentos etnias diferentes, hahaha'

    (Pior que não estou zoando... tem alemães por parte da avó paterna, portugueses por parte do avô materno e indígenas, africanos e italianos por parte da avó materna... Acho que não é à toa que sou branquela do cabelo escuro pra caramba... e sim, isso soa meio como "o fantasma do filme de terror", mas garanto que não é tão ruim assim, auhsuasuah')

    Vou pesquisar sobre a dupla cidadania. E aproveito o comentário para dizer que também amo Filosofia e concordo contigo no quesito: "Se você formar um bom cidadão terá um ótimo profissional."

    p.s: acabei de investigar aqui em casa, e descobri que também sou a quinta geração de uma mulher italiana! Só tem um problema... a criatura não deixou nenhum documento para que pudéssemos comprovar a dupla cidadania... #chateada

    Beijos ♥ Jeito Único

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, acredito que todo mundo tem descendência de algum lugar mundo a fora XD
      Aí fica complicado Lari. Se tu quiser comprovar sua descendência terá que pagar, assim como eu e meus primos (ficou em torno de dez mil pra fazer toda papelada), para a pesquisa de sua árvore genealógica e tudo o mais, aí fica mais complicado.

      Infelizmente o governo não pensa da mesma forma que eu, e só forma massas de trabalhadores e não cidadãos...

      Excluir

Não saia sem comentar!
Comentando vocês nos incentiva a continuar postando e podemos saber de sua opinião quanto ao post e/ou o blog!

OBS: Por favor. Vamos manter a postura.
Sem xingamentos com palavras de baixo calão