27 de dez de 2013

#28 TV não te torna burro e nem Livros te tornará inteligente


#28 TV não te torna burro e nem Livros te tornará inteligente

 Eu sempre achei muito estranho o fato de certas pessoas (aquelas que se auto consideram pessoas "cultas") condenarem a televisão e a culpam como fonte de alienação das pessoas.
 Mas será mesmo?
 Como já citei em um post anterior, a Televisão tenta sim de manipular, isso não se pode negar, porém ela também não seria uma fonte de "diversão". Por favor, deixe seu lado crítico e filosófico de lado durante essa postagem, abra sua mente e seu coração, e vem comigo nesse post (LOL, me senti a Xuxa).
 Supondo que você seja a Rapunzel e viveu até agora trancada em uma torre (se fosse no meu caso, seria Bela Adormecida) e não sabe o que é uma televisão, relaxa que a tia Ju explica:

 "Televisão: Aparelho que funciona por meio de eletricidade, que transmite imagens e sons dentro de uma caixa, crianças as confundem facilmente com espelhos mágicos (idiotas, não? Todo mundo sabe que espelhos mágicos tem mais canais abertos, pfft) e que existem a categoria: TV Paga e TV Aberta. Na primeira opção, os pobres mortais pagam para ter mais opções de canais mais legais e na segunda é a que o governo usa para mostrar a "cara do Brasil" e te informar, mais sou menos, o que tá rolando por aqui".

 Tá linda minha definição. Mas voltemos ao foco principal.
 O importante não é você não assistir TV e sim não acreditar em absolutamente tudo que ela te diz. Ser inteligente não significa ouvir música clássica, saber palavras complicadas ou escrever um livro do tamanho da Bíblia, se trata de ter senso crítico, saber filtrar as informações que você recebe como úteis ou não.
 Mas isso não significa que você não pode passar uma tarde assistindo algum programa de TV, nem que seja para rir um pouco.
 Tá legal, se você tem mais de 12 e assiste Adolepeixes você tem probleminha, porém, se isso te deixa feliz quem sou eu para julgar?
 Você reparou? No final, tudo se trata de como enxergamos e julgamos as outras pessoas. Eu percebi que: Quando nós nos julgamos como melhores e superiores do que os outros, acabamos nos tornando menores do que éramos no princípio.

Sou psicopata com os olhos cheios de sentimento. Sou arrogante tão doce quanto mel. Sou safado com auréola de anjo. Sou indiscreto o mais discreto possível. Sou fiel tanto quanto Judas. Sou a tristeza em pessoa, com um sorriso no rosto. Sou errôneo da forma mais certa que pude encontrar.
— Matheus de Lúcio. 

4 comentários:

  1. Isso mesmo. É a forma como filtramos informações e tiramos conclusões sobre as mesmas que cria a diferença entre o "senso comum" e o "senso crítico". Quem é adepto àquele, precisa de umas boas doses de Simancol, porque, né...

    Gostei muito das citações que usou no texto, mas na minha opinião o melhor mesmo foi a sua definição de TV, auhsauhshasah'

    Beijos ♥ Jeito Único

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente, já tá difícil achar pessoas com o "senso" de alguma coisa, quanto mais crítico.
      Acho que tô ficando boa em definir as coisas XD
      Muito obrigada, su linda <3

      Excluir
  2. Hahahahaha bem interessante sua definição de TV... Amei seu blog, seguindo :3

    http://meumundoeaassim.blogspot.com.br/ | Visita? *--*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sei, eu sei, deveria enviar para publicarem em um dicionário de tão daora que tá XD
      LOL, SQN
      Obrigada, Nathy, fico contente por ter curtido esse cantinho bagunçado aqui o//

      Excluir

Não saia sem comentar!
Comentando vocês nos incentiva a continuar postando e podemos saber de sua opinião quanto ao post e/ou o blog!

OBS: Por favor. Vamos manter a postura.
Sem xingamentos com palavras de baixo calão