4 de ago de 2013

#18 As Pessoas tem medo do que Não conhecem?


#18 As Pessoas tem medo do que Não conhecem?

 Sei que o tema é profundo, mas sou uma colegial, então não se assustem caso eu trate o tema de uma maneira supérflua.
 Isso me veio a mente depois de ouvir uma pessoa criticando funk e chamando de um monte de coisa, perguntei se ele já havia ouvido um funk até o final.
 Ele disse que nunca ouviu.
 Não, eu não gosto de funk, mas diferente dele eu já tentei ouvir, simplesmente não gostei e não fico por aí criticando o gosto dos outros (sem ser de brincadeira, eu brinco com os meus amigos sobre temas musicais e outras coisas, embora tenha uma opinião concreta e bem argumentada sobre o porquê de eu não gostar, não fico comprando briga com outras pessoas por ai tentando fazê-las engolir minha opinião). Eu fico aqui com os meus fones ouvindo Lana del Rey, The Pretty Reckless e Maroon5, e tu ai com seus fones ouvindo o que você quiser.
 Mas, parei para pensar, será que ele tem medo de gostar e tirar a fachada de "rockeiro" ou "indie"?
 Assim como quando, por exemplo, entra um aluno novo na sala e todos ficam um pouco acanhados de irem falar com ele no começo.
 Porém, eu acho que, de certa forma, esse nosso medo é um pouco importante sim, nos faz desconfiados e precavidos - coisa importante hoje em dia - mas quando relacionado as pessoas, agora, gosto musical, roupas, ideologias, comidas e outros objetos, você deve testar, experimentar, e se não gostar, aí sim, você pode argumentar sobre aquilo que lhe desagrada.
 Ou o único desagradável da história será você.

Devia ter amado mais, ter chorado mais, ter visto o Sol nascer, devia ter arriscado mais, e até errado mais, ter feito o que eu queria fazer, queria ter aceitado as pessoas como elas são, cada um sabe a alegria e a dor que trás no coração.
— Titãs.  

12 comentários:

  1. oi oi
    Concordo plenamente em tudo! Mas eu realmente não me importo com o que os outros dizem! Eu sou o que sou e as pessoas que são minhas amigas conhecem-me e continuam a gostar de mim (mesmo eu tendo milhões de defeitos). Mas não é fácil ignorar as vozes que sussurram sempre que passas ou olhares que te deitam, porém uma pessoa aprende a lidar com isso e percebe que é algo que irá sempre existir não importa o que faças, o problema é quando alguém muda por causa do que os outros dizem! Eu sempre fui meio que julgada pois sou otaku, bem infantil, energética, faladora, fico feliz com qualquer pequena coisinha... mas isso tudo é que forma o que sou e mesmo assim eu encontrei pessoas que me apoiam e que gostam de mim por isso não me importo com os outros pois por cada inimigo tenho cem amigos que lutam ao meu lado e me protegem.

    Quando é que este comentário se tornou num discurso sobre mim mesma?

    essa ultima frase carrega muitas verdades ;)

    Bjs :* apesar de não comentar muito (coisa que vou passar a fazer) eu tenho lido todas as tuas postagens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Demon-chan, obrigada por ler, acho isso tão legal ft importante quanto comentar, gentileza de sua parte xD

      Realmente, é uma situação embaraçosa e chata quando uma pessoa fala que te achava outra coisa por "fulaninho" disse tal coisa. E, de fato, não tem mesmo como "cortar" o julgamento pré formado das pessoas e, não serei hipócrita, até mesmo eu já julguei. A única diferença é que estou tentando parar e tirar isso da minha vida.

      Excluir
  2. Eu não gosto de funk e falo mal na roda de amigos, mas nem por isso irei destratar ou ofender alguém que goste do gênero, acho que pelo menos uma vez na vida todo mundo já dançou funk em uma festa ou pelo menos mexeu os braços, acho que esses pré-conceitos que fazemos antes de conhecer algo acaba com o ser, já que tiramos muitas conclusões erradas.
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem, eu só brinco com os meus amigos - até porque alguns gostam de funk - e o usei como exemplo porque ele é o grande polêmico quanto a isso no Brasil xD
      Verdade, todo mundo já se pegou cantando um trecho, mesmo que não goste, e esse é um mal que rodei a sociedade contemporânea, infelizmente, ter conceitos e ideais sobre algo que mal conhece já é do ser humano.

      Excluir
  3. Eu concordo com o que disse. Sem duvida há por aí muita gente com medo do que desconhece, pode falar em música, mas eu lembrei-me de pessoas que não gostam de ir à praia porque não conhecem o que existe no fundo do mar. São esses medos que fazem com que as pessoas muitas vezes não procurem, e muitas dessas pessoas acabam por menosprezando todos os que gostam de funk, ou do fundo do mar mesmo. eheh Desculpe o meu exemplo um pouco tonto, mas foi a primeira ideia que me apareceu na mente.

    Kissu ~♥ || Pankax&Pankadax

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yoo Rafa \o/
      Bem, eu tenho medo do mar, sabe como é que é... água acima do umbigo é perigoso e pá e-e
      Mas, esse desprezo sem fundamento sobre as coisas, eu usei em especial o gosto musical mais polêmico do Brasil porque todo mundo A-D-O-R-A criticar o funk, é uma coisa tosca. Geralmente fazem isso para se fazerem parecer intelectuais - embora eu não esteja "do lado" do funk, eu não gosto e tenho argumentos suficientes caso alguém comece uma discussão comigo - acho que esse é um dos motivos pelos quais evitam, porque tem medo de gostar e "perderem a carteirinha" do clubinho que pertenciam antes.

      Até que seu exemplo não foi tosco, mas eu tenho medo do mar pela minha segurança, sabe, tubarões, sereias e tudo mais xD

      Excluir
    2. Vc é como eu, eu falei nesse exemplo porque confesso que também tenho receio do mar xD
      Mas sem duvida confesso que me irrita um pouco as pessoas começarem discussões para não ''perderem a carteirinha'' como vc disse, mas enfim, não podemos fazer muita coisa.

      Excluir
    3. Infelizmente, não. Temos que conviver com pessoas assim.
      Prefiro pensar que elas não tem um "horizonte" aberto xD

      Excluir
  4. Nossa... Concordo plenamente em tudo o que você disse, nunca parei pra criticar, mas sempre guardava dentro de mim que nunca iria gostar de funk na vida, é, realmente, se eu for parar pra analisar, nunca parei para escutar e refletir sobre suas letras e de certa forma dizer se gosto ou não D:
    A mesma coisa é com comida, sempre coloco em minha cabeça: "Ah, não gosto daquilo ou disso", mas se eu for parar pra analisar eu nunca coloquei na boca, acho que muita vezes é por preguiça, de ter minha própria opinião, e seguir e concordar com o que os outros fala, sem ao menos experimentar, entende?, um defeito grande, que eu terei que concerta-lo... Bela reflexão.

    Arigatô J-chan :)

    Kisses/~
    Mabel Maltine

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conheço muitas pessoas assim, só que no caso delas não é preguiça só são "Maria vai com as outras" mesmo.
      Eu acho importante experimentar ou, pelo menos, ouvir o outro lado antes de ter uma opinião sobre determinada coisa.
      Também era assim, relex, tudo é uma questão de perspectiva, a partir do momento em que você está disposta a ver de uma diferente da sua, ai sim, você começa a criar um lado com opiniões, de fato, bem formadas ;) ~feel like a filosofo xD

      Obrigada Mabel, su linda \o/

      Excluir
  5. lê comentando atrasada kkk
    Então, eu também não gosto de funk, mas, diferente de você, não precisei tentar ouvir. No meu colégio, toca toda hora e uma amiga minha me mostrou ma música que não fala palavras de baixo calão, mas, mesmo assim. Não é só a letra escrota que me desagrada, mas também o ritmo. Detesto aquele chu cha cha cha chu chu da vida. Você profetizou aqui também, heim! Impressionei kkkk Que nada, não esperava menos de você. Alám de concordar eternamente com isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O importante é que tu aqui, su linda \o/
      Yeay, meus amigos também fazem isso, me sinto sem opções além de fazê-los engolir um fone (:
      Bem, eu também não vejo muita coisa além disso, mas acho importante colocarmos alguns pré-conceitos e concepções formadas se formos falar de algo de maneira série e de um ponto de vista crítico xD
      Oloko meu, sou só uma colegial que, ao invés de estar fazendo trabalhos escolares ft domésticos, fica escrevendo longos, ou nem tanto, textos sem nexo, pé nem cabeça para leitores tão malucos quanto eu xD

      Excluir

Não saia sem comentar!
Comentando vocês nos incentiva a continuar postando e podemos saber de sua opinião quanto ao post e/ou o blog!

OBS: Por favor. Vamos manter a postura.
Sem xingamentos com palavras de baixo calão